MicroPoema

Charles Burck

Charles Burck

Foi para ti que colhi palavras inventadas,
Formas criadas de amar mais profundamente,
Chuvas que chovi para florescer o mundo,
Por ti plantei perfumes novos de flores nem nascidas,
Construí tantas coisas do nada
No toque do talhe o sabor de saber mais de ti
Doo-me em alma e ser,
Onde nada diverge, fui forma e verbo,
A síntese de saber o que buscava
Do coração sabe-se o mundo desmascarado,
Esta é a madrugada que eu esperava
O folhear do tempo emergindo de nós,
Inteiro e limpo, foz do silêncio
O livre habitar que vamos descobrindo sem pressas

Sobre o Autor
Charles Burck – Poeta – Autor do livro “Compêndio de Coisas Guardadas, Editora Clube de Autores

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.