Sobre o Tempo

 

Sobre o Tempo

Sobre o Tempo

Luanda Julião

E o tempo de hoje
É o tempo de outrora
E esse instante é a junção do ontem e o agora.
E o amanhã não demora

E o tempo da gente
É um tempo dormente
E que passa por fora
Sem delonga, sem demora
E nos debruça sobre o aqui e o já
É o instante do agora
E a vida rememora

O tempo passa e tudo fica
É o tempo da arte, é o tempo do artista
Na obras literárias, na música, na vida
É o tempo da dor, do esforço, da alegria,
É o tempo da chegada, é o tempo da partida
É o tempo de dentro, que faz parte de mim
E que insufla a memória e advém o porvir

Pois o tempo é além do que se vê e se prevê
E o tempo de dentro
É o contratempo do tempo de fora
É um tempo mais lento ao puro relento
É a duração dos segredos, do amor, dos lamentos
É o tempo do pretérito, das lembranças, dos talentos.
E o tempo do futuro se alonga no passado e mergulha no agora
E o alento da vida revigora

Mas o tempo aqui de fora
É um tempo que passou
Mas que rastros em mim deixou
E eu achei que era tempo perdido
Esse tempo dito antigo

Se em mim o tempo clama e passa devagar
Mas a vida exige a pressa, sem olhar o divagar
E depressa e constante o tempo passa sem parar
E mesmo que dele você corra atrás
Você não o alcança jamais.
Pois ele passa e nada fica
Nos objetos, nas coisas do espaço e na palavra dita

O tempo é como a água que escapa entre os dedos da criança
Ou como o vento que sopra entre frestas sem distância
Sem rascunho, sem ranhura, sem fiança
E nessa longa estrada vazia do tempo
Vou preenchendo-o sem demora
Transformando os instantes em agora

E a vida comemora.

 

Sobre a Autora

LuandaLuanda Julião – Luanda Julião nasceu em São Paulo em 1982. É autora das obras “Fiar o tempo” e “A Ária das Águas”. É doutoranda em filosofia na Universidade Federal de São Carlos. Atualmente mora em São Paulo onde leciona filosofia e história para alunos do ensino médio.

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.