Micro Texto

Micro Texto 04

Micro Texto

Celso Naves Esault Jr.

Quantas vezes paramos para pensar nas vantagens de ser humano? Nas vantagens de poder pensar, andar, entender as coisas ao nosso redor?

Por exemplo: Pensamos o tempo todo nos barulhos que nos incomodam. Qual a proporção entre o número de vezes em que percebemos tais barulhos e o número de vezes em que nos sentimos contentes pelo som do vento, pelo som das folhas balançando, da água que corre, da nossa respiração? Quantas vezes nos sentimos gratos por enxergar a luz, ou ver os objetos e suas formas variadas? Ou então pelo gosto de coisas que nos agradam?

Talvez isso seja porque nos acostumamos? Então conforme o tempo passou e percebemos que não perderemos isso nós não temos medo e, por isso, não apreciamos?

Isso explicaria muito bem porque uma criança é tão mais alegre o tempo todo e porque se encanta com coisas tão mais simples do que adultos.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s